Pular para o conteúdo principal

Adeus...



Parada aqui na fila do Banco, a nossa história passou de um flash na memória e parei para pensar... Que história? Foi tudo tão rápido o que se passou entre nós e tudo tão superficial que me pergunto se realmente aconteceu algo.
Pode ser de que uma parte tenha sido... Aqui desse lado da tela foi real, intenso, mas e daí? Será que daí também foi real? Você sentiu seu estômago cheio de borboletas voando? As mãos suadas e aquele friozinho gostoso na barriga? Se você sentiu tudo isso, então foi real para você também... Mas eu só queria sinais... Sinais de que foi tão real para você quanto para mim... Pois estou a um passo de desistir, então...
Então vou ficar aqui, esperando.... e vivendo a minha vida... Caso você apareça, estarei aqui... Ou não... A vida tem dessas de nos pregar peças e quando menos esperamos, aparece alguém inesperado e surpreendente que ocupe o lugar de quem não quis...
Vou continuar aqui, se o coração estiver disponível, então daremos certo... Vamos sair para tomar uma cerveja, para nos vermos, para nos tocarmos de verdade, para tornar real um sentimento que só está faltando ser concretizado. Vamos rir e nos conhecer ainda mais... Vamos deixar que tudo aconteça como tem que acontecer.. Só me dê sinais de que sim, vamos em frente com essa nossa paquera, essa deliciosa perseguição que estamos fazendo, mas com a certeza de que irá para frente... 
Vamos viver o que temos que viver, você entrou na minha vida por um motivo.. Acredito nisso.. Acredito nessa baboseira de horóscopo e por mais que eu odeie confessar, dou uma olhada no seu horóscopo todo dia.. Só para ver como anda sua vida... Sou sagitária e um dos meus piores defeitos é me apegar facilmente à pessoas que sei que o tempo irá levar embora rápido.. Então, antes de dizermos adeus, fique mais um pouco. Olha essa série que temos que assistir juntos, vem para cá ficar debaixo do meu cobertor, com nossas pernas enroscadas uma na outra, eu brincando e rindo e você sério querendo assistir ao episódio, mas que acaba desistindo sempre que beijo seu pescoço.. Só vem, me deixe ser o que você precisa nesse momento... Antes de darmos adeus...
A nossa história seria uma lindeza se finalmente rompêssemos a barreira da distância, não acha?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Distância de alma

Eu queria você aqui.. me abraçando e me fazendo sorrir. Gostaria também que tudo desse certo para nós dois, que esse nosso jeito de ser, continuasse por anos... Que nossas conversas nunca terminassem.. Você sente a ligação com a pessoa, mas o mundo não te ajuda, com tantos problemas... Mundo, desacelera.. Gosto do seu sorriso, do seu jeito de ser verdadeiro e está ligando o foda-se para o que pensam... Gosto de imaginar o som da sua risada em meu ouvido e também de pensar que você pensa sacanagem quando estamos conversando... Que você fica com um sorriso bobo toda vez que recebe uma mensagem minha, como como eu fico.
Infelizmente, crio expectativas demais em pessoas que não são presentes na minha vida.. e torço tanto para que você não seja uma pessoa assim.. Ih, está vendo? Já criei essa tal expectativa sobre você... e será que é certo? Será que dará certo? Eu só gostaria que você desse sinais de que sim, de que vai para frente.. De que quando você sentir saudades de conversar comigo, …

Não é você

Hoje me peguei pensando em você, no que você me fazia sentir quando conversávamos e, principalmente, no que senti quando nos encontramos. Não veio uma sensação de nostalgia, muito menos uma vontade louca de te ligar para nos encontrarmos de novo, engraçado, não é? O que foi intenso para você, para mim foi constrangedor, pois você me deixava assim e, apesar da nossa última conversa ter sido drástica, para mim foi um alívio tê-lo deixado na lista de pessoas que não quero mais em minha vida. E olha que você se fez de santo!
Me perguntaram essa semana se estava atrás de um relacionamento sério e, apesar de termos convivido pouco tempo, você conseguiu me deixar constrangida o suficiente para pensar duas vezes antes de embarcar em outra. Estava disposta a entrar numa aventura com você, estava disposta a deixar que alguém entrasse no meu coração e o bagunçasse, e eu tinha certeza de que iria adorar isso, e tenho a certeza agora escrevendo, que vou continuar gostando que alguém faça do meu cor…

Não foi daquela vez.. e não será dessa.

E mais uma vez me pego pensando em nós dois, no que nós dois poderíamos ter sido se nenhum tivesse brincado com o coração do outro. Se tivéssemos assumido nossos compromissos e sentimentos, talvez teríamos dado certo.. hum.. será?  Hoje te vi na rua e percebi o quanto está mudado e eu também. Não sinto mais aquelas borboletas no estômago, que sentia toda vez que te via e minhas mãos também não ficam mais suadas... Não sinto nada, absolutamente nada.. Quando ouvia a famosa frase: "O contrário do amor não é ódio e sim indiferença", eu nunca conseguia entender. Como você não ia sentir ódio de uma pessoa que sempre pisou na bola com você, sempre soube dos seus sentimentos e mesmo assim massacrou seu coração? Eu não entendia. Hoje entendo. Entendo por que não sinto mais borboletas, pernas trêmulas e mãos suando. Foram as suas mancadas, facadas e desprezos que fizeram isso. Confesso que no começo, eu sentia muita raiva de você. Só de pensar no seu nome, já me vinha o famoso xingamen…